Mosteiro de Grijó

Grijó é uma freguesia do concelho de Vila Nova de Gaia, distrito do Porto, com 11,46 hm 2 de área e 10,578 habitantes (em 2011). As origens desta freguesia estão diretamente relacionadas com a presença do seu Mosteiro.

Ver mais

Digressões e Iniciativas

Ao longo dos anos o Coro do Mosteiro de Grijó tem divulgado a Musica Sacra por todo o país mas também além fronteiras.

Ver Mais

Cerimónias Matrimoniais

O Coro Mosteiro de Grijó procura partilhar com todos a sua musica, desta forma realiza além de concertos, Cerimónias Matrimoniais.

Ver mais

Nossas Atividades

Aniversários

Go to

Comemorações

Go to

Concertos

Go to

Convívios

Iniciativas

Go to

Participações

Go to

Nossos Casamentos

O Coro Mosteiro de Grijó procura partilhar com todos a sua música, desta forma realiza além de concertos, Cerimónias Matrimoniais.

“Laudate Dominum” (Wolfram Menschick, sécs. XX-XXI).
Louvai o Senhor pois Ele é bom, louvai o Seu Nome pois é suave, louvai-O o Céu e a Terra.
“Exsultate justi in Domino” (Ludovico da Viadana, sécs. XVI-XVII)
Exultai, justos, no Senhor! Louvem-no os de coração recto! Louvai-o com a harpa e com a cítara! Cantai-lhe um canto novo!
“Benedicamus Domino” (Frans Krafft, séc. XVIII)
Bendigamos o Senhor! Aleluia! Demos graças a Deus! Aleluia!
Salmo 127 “Felizes aqueles” (Fernando Lapa, sécs. XX-XXI)
Felizes aqueles que reconhecem o Senhor, felizes os que vão pelos seus caminhos. Aleluia, Aleluia!
Aleluia (Scarlatti, sécs. XVII-XVIII)
“Deixarão seu pai e sua mãe” (Fernando Lapa, sécs. XX-XXI)
Deixarão seu pai e sua mãe e serão os dois uma só carne.
“O seu amor é de sempre” (Fernando Lapa, sécs. XX-XXI)
O seu amor é de sempre, para sempre! Aleluia, Aleluia!
“Lord” (Farrant/Hilton, séc. XVI)
Senhor, por tua imensa misericórdia, não olhes para os nossos pecados, apaga-os e dá-nos a graça de emendar as nossas vidas: afasta-nos do pecado e inclina-nos para a virtude para que possamos andar de coração puro desde agora e para sempre. Amen
Agnus Dei (Hans Leo Hassler, sécs. XVI-XVII)
“Sicut cervus” (Palestrina, séc. XVI)
Assim como o veado deseja as águas vivas, assim a minha alma anseia por vós, ó Deus!
“Ave Maria” (Sergey Rakhmaninov, sécs. XIX-XX)
Ou de outro compositor
“Exultate Deo”(Scarlatti, sécs. XVII-XVIII)
Exultai em Deus que é a nossa ajuda. Aleluia!

Solicite-nos Orçamento sem Compromisso

*Atenção: Todos os cântico aqui expostos são apenas uma proposta, envie-nos uma solicitação par obter mais informações sobre os nossos serviços