Historial

História do Coro do Mosteiro de Grijó

Tendo iniciado as suas atividades a 4 de junho de 1989, o CORO DO MOSTEIRO DE GRIJÓ procura dar a conhecer o vasto repertório da música sacra de acordo com a qualidade e a nobreza do espaço de que usa o nome.

Apesar de amador, o CORO DO MOSTEIRO DE GRIJÓ orienta o seu trabalho por critérios de rigor, procurando sempre a qualidade vocal e artística, bem expressa na escolha do repertório, composto por obras de consagrados autores tais como Palestrina, Victoria, Josquin Desprez, Hassler, Pachelbel, Arcadelt, Luca Marenzio, Croce, D. Pedro de Cristo, Baumann, Duruflé, Pitoni, Lopes Graça, Praetorius, Hilber, Schubert, Grieg, Aichinger, Vaughan Williams, Viadana, Liszt, Scarlatti, Frei Manuel Cardoso, Melgás, Gluck, Caldara, Jacobus Gallus, Bruckner, Mozart, Poulenc, Rheinberger, Casali, César Franck, Elgar, Rachmaninov, Charles Gounod, Berkeley, entre outros.

Executando música de diferentes períodos históricos, tem participado em iniciativas promovidas por várias entidades, organizando e realizando diversos concertos, sendo de destacar a participação, em dezembro de 2007, no Festival Internacional de Música de Advento e de Natal realizado em Praga, na República Checa, os concertos realizados em novembro de 2009 nas cidades históricas de Bruges e Gand, na Bélgica, em novembro de 2105 em Santiago de Compostela e em dezembro de 2016 na Cidade de Roma.
No âmbito das comemorações dos seus 25 anos executou, em junho de 2014, com a Orquestra da Escola de Música de Perosinho “PER GAYA”, a Missa em Dó Maior, K167, “em honra da Santíssima Trindade”, obra coral-sinfónica de Wolfgang Amadeus Mozart.

Em dezembro de 1998 foi seleccionado para participar na gravação do CD “Os melhores Coros Amadores da Região – Grande Porto”. Em novembro de 2000, no âmbito do Grande Jubileu, gravou, em CD, “As Sete Palavras de Cristo na Cruz” de Charles Gounod e em maio de 2005 apresentou o seu último trabalho, o CD “Magnificat”, com dezasseis peças de temática Mariana.
Em 28 de fevereiro de 2003 o CORO DO MOSTEIRO DE GRIJÓ foi co-fundador da FENAMCOR, Federação Nacional Movimento Coral, e, desde maio do mesmo ano, passou a ter o seu sítio na Internet www.coromosteirogrijo.com.